McDonnell Douglas F-15C Hobbyboss 1/72

McDonnell Douglas F-15C Hobbyboss 1/72
R$138,90
3x de R$46,30 sem juros
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

Sobre o McDonnell Douglas F-15C

Vencendo a concorrência F-X, a McDonnell Douglas fez o roll-out do F-15 em '72, sendo lançado em duas versões: F-15(monoposto) e TF-15(biposto de treino) equipados com motores Pratt-Whitney F100-PW-100 e um radar APG-63 com processador programável PSP(algo inédito até então), dando capacidade de se adicionar novas armas mais facilmente, por exemplo. A terceira versão lançada no mercado foi o F-15C(forçando uma mudança na nomenclatura dos F-15 para F-15A e dos TF-15 para F-15B). O modelo Charlie trouxe reforços estruturais, especialmente no trem de pouso, integração e processamento de dados no novo computador digital e o pacote PEP2000 com sistema de aviso de sobrecarga estrutural OWS(permitindo manobras de até 9g) e mais a provisão para tanques conformais externos.

Procurando melhorar ainda mais o avião, a McDonnell Douglas e a Hughes trabalharam juntas em upgrades para os F-15, como o pacote MSIP(MultiStage Improvement Program), adicionando o PACS que era um sistema de gerenciamento programável de armas, novo RWR ALR-56C e suíte de contramedidas ALQ-135, além do novo radar APG-63(V)1, um passo intermediário até os APG-70 que equipariam os F-15E. As versões bipostas do F-15C foram chamadas de F-15D. Já bem mais pra frente, em 2007, os Eagle receberam radares AESA AN/APG-63(V)3 e sistemas de mira no capacete JHMCS, sendo submetidos a diversas avaliações para incrementar ainda mais armas e sistemas de ponta.

O que não se pode negar é seu impressionante recorde em missões e seu sucesso de vendas para o exterior: tendo seu batismo de fogo com os israelenses, os F-15A conseguiram uma ótima proporção de abates ante os MiG-21/-23-/25, além de participarem de ações conta o restor iraquiano de Osirak e um campo de treino da OLP na Tunísia. Em mãos americanas, os Eagles debutaram na Guerra do Golfo de '91: enquanto as versões C e D faziam missões ar-ar, os E caçavam os Scuds e outros alvos iraquianos de interesse; os F-15C sauditas receberam crédito de 2 vitórias nessa época. Durante a Guerra da Bósnia, os F-15C americanos abateriam outros 4 MiG-29 iugoslavos. O recorde do F-15 é invejável: 108 a 0!

Apesar de problemas estruturais sérios e a aposentadoria da versão A em 2006, os demais F-15 continuam em operação nos EUA, Japão, Arábia Saudita, Cingapura, Coréia do Sul e Israel. Um fato pouco conhecido é que, assim como um piloto soviético de MiG-25 desertou para o Japão, um piloto saudita de F-15C desertou para o Sudão em 1991.

Sobre o item HY80270

  • Decalques para dois aviões da USAF("Gulf Spirit" e Eglin AFB); e
  • 42 peças.