Blackburn/Hawker-Siddeley Buccaneer S.2B Revell 1/72

Esgotado

Blackburn/Hawker-Siddeley Buccaneer S.2B Revell 1/72
R$108,58
3x de R$36,19 sem juros
Ver detalhes das parcelas

Sobre o Hawker-Siddeley Buccaneer S.Mk.2B

Criado para a Royal Navy para atacar (com armas convencionais e nucleares) as instalações e forças-tarefas soviéticas, os Buccaneers deviam avançar abaixo do radar antes de atacar em alta velocidade. O avião criado pela Blackburn para a marinha carecia, entretanto, de um motor mais potente e a Rolls-Royce respondeu com o turbojato Spey que passou a equipar segunda versão de produção em larga escala do modelo que foi a S.Mk.2. O S.2 foi também vendido para a Força Aérea da África do Sul como Buccaneer S.Mk.50 dotado de pequenas alterações como a adição de foguetes para decolagem BS.605.

Já a RAF estava precisando de novos bombardeiros e aviões de ataque para substituir os Canberras e os Buccaneers foram oferecidos. A Hawker-Siddeley(que tinha absorvido a Blackburn) ofereceu uma versão adaptada do Buccaneer S.2 para as missões da RAF, chamada de S.2B, que contava com novos aviônicos e sistemas de comunicação, capacidade de usar os mísseis Hawker/Matra Martel AS.37 ar-superfície e a possibilidade de adaptar um tanque extra de combustível. As aeronaves da RN que receberam essas melhorias, passaram a ser conhecidas como S.2D. Também tiveram a dição de lançadores de chaff/flare, pod ECM, casulos com designadores laser para bombas Paveway, capacidade de lançamento de mísseis AIM-9 e do BAe Sea Eagle.

Uma das primeiras oportunidades para o Buccaneer mostrar a que veio surgiu com os exercícios multi-nacionais Red Flag e Maple Flag: mesmo sem aviônicos modernos de seguimento de terreno, os jatos ingleses não só eram extremamente difíceis de interceptar como conseguiam penetrar nas defesas adversárias facilmente, lançar suas cargas e ainda destruir os caças de defesa!

Os Bucs voaram inicialmente missões de designação de alvos e, posteriormente, ataques com bombas guiadas a aeródromos nas ações da Desert Shield/Storm; na África do Sul, os bimotores foram muito usados nos combates contra os angolanos e os milicianos que se escondiam na Namíbia.

Sobre o kit RG4902

  • Vem com decalques para a Operação Desert Storm;
  • 45 peças(nível 3);
  • Versão de designação laser dos alvos; e
  • Decalques para 1 aeronave.